facebook-pixel

Instituto Pontello - Dermatologia Clínica e Estética

Dermatologia Clínica e Estética - Localizado na Rua Eng. Omar Rupp 186 , local de fácil acesso e com uma maior opção de estacionamento, o Instituto Pontello de Dermatologia está situado em uma moderna e confortável edificação. Será um prazer recebe – lo

BLOG

Alergias alimentares

2 de outubro de 2019 | por: Instituto Pontello

O que você sabe sobre alergias alimentares?

Comer é bom, não é?! Não se você sofrer com alergias alimentares!
Mas já se imaginou sem poder comer aquele camarãozinho delicioso? Ou aquele queijinho branco no café da manhã…
Nas últimas décadas houve um aumento significativo no número de pessoas com alergias alimentares no mundo todo. As alergias alimentares afetam hoje cerca de 7% das crianças no Reino Unido e 9% na Austrália, por exemplo. No Brasil são em média 9% da população.

A alergia alimentar é causada pelo sistema imunológico que reage para combater substâncias presentes no meio ambiente que deveriam ser consideradas inofensivas.
Essas substâncias a princípio inocentes se tornam alvos, levando a reações alérgicas.

Os sintomas variam desde vermelhidão da pele, urticária e inchaço até – nos casos mais graves – vômitos, diarreia, dificuldade respiratória e choque anafilático.
Entre os alimentos a que crianças costumam ser mais alérgicas, estão leite, ovos, amendoim, tipos de nozes (por exemplo, nozes, amêndoas, pinhões, castanha do Pará), gergelim e frutos do mar.
Os sintomas da alergia alimentas podem surgir na pele, no sistema gastrintestinal e respiratório.

As reações podem ser leves com simples coceira nos lábios até reações graves que podem comprometer vários órgãos. A Alergia Alimentar resulta de uma resposta exagerada do organismo a determinada substância presente nos alimentos.

São mais comuns as reações que envolvem a pele (urticária, inchaço, coceira, eczema), o aparelho gastrintestinal (diarréia, dor abdominal, vômitos) e o sistema respiratório, como tosse, rouquidão e chiado no peito. Manifestações mais intensas, acometendo vários órgãos simultaneamente (Reação Anafilática), também podem ocorrer.

Como o médico pode fazer o diagnóstico de Alergias Alimentar?

O diagnóstico depende de história clínica minuciosa associada a dados de exame físico que podem ser complementados por testes alérgicos.

Como tratar a Alergias Alimentar?

Até o momento, não existe um medicamento específico para prevenir a Alergia Alimentar. Uma vez diagnosticada, são utilizados medicamentos específicos para o tratamento dos sintomas (crise). Sendo de extrema importância fornecer orientações ao paciente e familiares para que se evite novos contatos com o alimento desencadeante.

O paciente que apresenta reação a determinado alimento poderá um dia voltar a ingeri-lo?

Aproximadamente 85% das crianças perdem a sensibilidade à maioria dos alimentos (ovos, leite de vaca, trigo e soja) que lhes provoca alergia alimentar entre os 3-5 anos de

Existe algum meio de prevenir a Alergia Alimentar?

Algumas orientações devem ser dadas aos recém-nascidos de pais ou irmãos atópicos. O estímulo ao aleitamento materno no primeiro ano de vida é fundamental assim como a introdução tardia dos alimentos sólidos potencialmente provocadores de alergia. Recomenda-se a introdução dos alimentos sólidos após o 6º mês, o leite de vaca após 1 ano de idade, ovos aos 2 anos e amendoim, nozes e peixe, somente após o 3º ano de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contato

Envie uma mensagem que retornaremos o mais rápido possível ou se preferir entre em contato pelo telefone para falar diretamente conosco.

Endereço

Rua Engenheiro Omar Rup, 186
Jardim Londrilar - Londrina - PR
CEP: 86015-360

Telefone

(43) 3322-1617
(43) 3323-7860

design Young Studio